08/10/2019 às 21:00 Dicas

Medo de perder seu pet?

450
7min de leitura

Como reduzir as chances de perder? Como amenizar a dor da perda?

Veja dicas de como enfrentar esta que é a maior dificuldade dos papais e mamães de pets.

Veridiana e Scott, que virou estrelinha em 2018

Sempre que pergunto para as pessoas qual o maior medo em relação ao seu pet, a resposta é sempre a mesma: perder.

Seja pelo fim de sua jornada, que na maioria das vezes é antes do nosso, como por sequestro, doenças que trazem altos custos ou até mesmo fuga.

Pensando nisso, há algum tempo venho querendo escrever aqui coisas que teriam me ajudado muito antes de eu mesma passar por isso.

Quando minha filha de quatro patas se foi, cheguei às seguintes conclusões:

1 - DÓI MUITO, MAS NÃO TENTE BRIGAR COM O LUTO

O luto deve acontecer. Não adianta tentar esquecer, se animar, parar de chorar... aceite o seu sentimento. E entenda que é a forma como você ESTÁ,  e não o que você É. Não se importe tanto com as opiniões dos outros (claro que muitas pessoas apenas querem te ajudar, e elas confortam muito sim), apenas escute, sinta, e deixe passar, porque apesar de a saudade ficar para sempre, a dor pouco a pouco diminui com o tempo. Escute o seu coração e trabalhe o seu psicológico para receber tudo que irão dizer.

Mas antes deste dia chegar...

2 - FAÇA UMA POUPANÇA OU PLANO DE SAÚDE PET 

Muitas vezes o que vai te fazer querer desistir é a dificuldade financeira. Quando existe uma doença, o tratamento é muito caro... todo o dinheiro não parece ser suficientes para remédios, ração, internação, consultas e tudo o que vem com os cuidados.  

Pesquise sobre planos de saúde pet,  e o que eles incluem, pois algumas coisas não são inclusas e daí você poderá ter um gasto extra que é melhor se você guardar este dinheiro ao longo dos anos.

Veja por exemplo, algumas boas opções de pacote de Plano de Saúde Pet da Porto Seguro - Health for Pet.

3 - SEMPRE DESCONFIE, FAÇA TODOS OS EXAMES 

Tem que fazer igual ser humano, vários check ups, e não apenas lembrar do veterinário quando está passando por algum problema ou quando vence a vacina. 

A prevenção e o acompanhamento ajudam muito, pois alguns exames, medicamentos ou cirurgias só são possíveis quando o pet ainda está bem. Parece um grande gasto, mas não vale a pena a economia.

Aqui em Campinas - SP recomendo a clínica Scan, que cuidou super bem da Madona, mas tudo vai depender do tipo de exame que você precisa fazer e precisa do encaminhamento do veterinário.

4 - INVISTA NO MELHOR PROFISSIONAL 

Pesquisar uma clínica veterinária de confiança é um grande desafio. Minha maior dica é sempre conversar com alguém que tenha o mesmo perfil que você para te passar as experiências. 

A Alessandra Gennari da Tratovet foi quem cuidou da minha, junto a uma equipe de especialistas quando necessário.  Deixe aqui nos comentários suas experiências com profissionais.

5 - FAÇA A MICROCHIPAGEM E TAMBÉM TENHA COLEIRA

Diariamente vejo posts de cachorros encontrados mas com dificuldades de encontrar os tutores. A coleira com o nome e telefone é uma solução rápida e simples que ajuda muito para o reencontro.

A microchipagem ainda é uma segunda segurança, caso escape a coleira, com todos os dados. Mas ainda falta muita informação sobre o assunto. Entre nessa matéria da EPTV Clicando Aqui e saiba mais.

O Bernardo da Janara além de ter coleirinha com nome e telefone e o microchip, tem uma linda bandana para destacá-lo. 

6 - ESTUDE A SUA RELIGIOSIDADE COM ELE 

Mesmo que você não seja uma pessoa religiosa, outras pessoas que são vão te dar diferentes opiniões sobre tudo que está acontecendo. Portanto, agora que tudo passou, sinto que teria me ajudado muito se eu tivesse me preparado e estudado a minha própria religiosidade e tido o meu próprio conhecimento. Saber o que pensa sobre o assunto irá te dar muito mais conforto.

Isso também vai te ajudar a saber qual será o melhor ritual - sim isso é mórbido, mas ajudaria muito já saber antes o que fazer. Túmulo, cremar... o que fazer depois? Pense nisso antes, para não ser algo ainda mais doloroso a se pensar na hora que for necessário. Entre no site do Cemitério de Animais para conhecer um pouco mais sobre este assunto. 

7 - NÃO ENFRENTE SOZINHO

Sei que parece um pouco contraditório com o que estou falando acima, mas ter alguém é fundamental. Tenha alguém de confiança que enxugue suas lágrimas sabendo o que você está sentindo e que não fique tentando sem mais nem menos diminuir seu sofrimento. Alguém que realmente divida tudo com você e não te julgue.

No meu caso, meu marido estava me consolando bastante, mesmo ele tendo sofrido, talvez até mais que eu pois era ele quem estava com a Madona. E pudemos contar com a ajuda de amigos que com muita delicadeza nos tiraram do foco daquele sentimento.

Meu marido e a Madona, no nosso último passeio juntos.

8 - DOE O QUE FICOU 

Separar os remédios, potinhos soros, etc e etc para doar para a ONG Operacão Resgate foi uma das coisas que mais me acalmou. Desapegar e doar para outros animais que precisam muito dá uma sensação de calma e continuidade.

Mas...

9 - GUARDE ALGUMA LEMBRANÇA QUE TE FAÇA SORRIR

Mesmo com as doações, guardamos a bolinha preferida. Não faz mal nenhum guardar algo, desde que te faça sorrir e lembrar dos bons momentos.

Eu também fiz um ensaio fotográfico com a minha, e é reconfortante demais ter as fotos dela pela casa.

Segue o depoimento da Veridiana, esta linda mamãe de pet que ilustra este artigo:

"Perder um membro da família, seja humano ou pet, é algo muito doloroso...Saber que ao chegar em casa ele não estará ali te esperando deixa um buraco no peito enorme...Leva dias, meses, até mesmo anos para que esse vazio se preencha...O que pode amenizar essa dor é lembrar de todos os momentos, bons e ruins, que passamos juntos!Os bons nos fazem lembrar de toda alegria e amor compartilhado com eles, os ruins nos fazem recordar que estivemos sempre presentes e fizemos tudo que estava ao nosso alcance para dar o melhor que eles poderiam ter!Alguns meses antes de perder meu filhote (Schnauzer de 9 anos e há 3 com diabetes) tive a oportunidade de fazer um ensaio fotográfico com a Santo Chico e posso dizer que isso foi simplesmente incrível! Tenho as melhores recordações impressas que poderia ter!A falta que ele faz é enorme, mas onde olho tem uma foto linda nossa juntos!Gratidão enorme por isso!"

E seguindo todas essas dicas

10 - APROVEITE CADA SEGUNDO E SAIBA QUE VOCÊ FEZ O MELHOR POR ELE

Eu não espero ter te ajudado. Não....Oi??? Sim, isso mesmo. 

Você é quem está me ajudando por eu poder dizer tudo isso e você estar lendo.

Ame... ame muito.... aperte muito... guarde o cheiro....escute o som... durma abraçadinho... dê risada... imprima as fotos e mostre pra ele... converse..... eles entendem tudo....

Apesar de tudo isso que estou dizendo, você nunca vai estar preparado... é a frase que vc vai mais ouvir: vai se preparando. E você ouve mais a cada ano que passa. 

DICA BÔNUS: TENHA OUTRO

Foi a dica que eu mais recebi e estou me preparando para cumpri-la. Afinal, quem não gosta de ter lambeijos para confortar?

O Bento entrou na vida da Dani após ela perder um grande amor de 4 patinhas. Será que ela está feliz?

"Bento foi uma benção na minha vida. Quando ele chegou eu estava arrasada. Meu coração estava partido e eu chorava todos os dias. Bob, meu labrador, de 12 anos havia falecido depois de ficar muito doente com a morte do meu pai. Eu, em menos de dois anos, havia perdido meu pai e meu companheiro de 04 patas. Doeu muito, chorei demais e confesso que foi horrível.

A primeira coisa quando passamos por um trauma desses é pensarmos em nunca mais termos outro cachorro em nossas vidas. É super comum ouvirmos a frase "Agora não vou querer mais cachorro". Mas a verdade é que nós que somos apaixonados por animais não conseguimos viver muito tempo longe deles.

Uma amiga falou que era loucura eu não querer mais nenhum cachorro. Desde os meus 3 anos eu sempre tive a companhia de um quatro patas ao meu lado. Ela falou que eu nasci falando com cachorro e como eu poderia sobreviver sem meu pai e um grande amigo ao meu lado.

Bento significa "abençoado" e posso dizer que foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida depois da morte do Bob. Eu tive vários pares de chinelo e sapatos mordidos, um sofá detonado, cantos da casa comidos, mas também tive alegria, voltei a sorrir e o amor dele me transformou em uma pessoa melhor. Ele também me trouxe novos amigos, tanto humanos como outros de quatro patas.

Ter um cachorro é tudo de bom. Não fique na dúvida. Um cachorro não é igual ao outro, cada um tem as suas características e é exatamente isso que transforma a sua vida em momentos de muita alegria.

Daniela Marineli

@bentojunior_bordercollie @patinhasqueamamos"

GOSTOU? CLIQUE AQUI  

e Cadastre-se 

para receber mais dicas.

E não esqueça de contar sua experiência e dicas nos comentários abaixo.

08 Out 2019

Medo de perder seu pet?

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

campinas cemitério de animais clinica veterinaria em campinas como superar a perda como superar a perda de um animal exame de animais fotografa pet fotografia pet fotografia pet em campinas luto microchip microchipagem ong de animais operacao resgate campinas pet campinas plano de saúde pet scan vacina veterinário

Quem viu também curtiu

11 de Nov de 2019

Este ensaio vai te relembrar o verdadeiro sentido do Natal!

20 de Abr de 2021

Mãe de Pet

24 de Out de 2019

Dog Race 2019

Logo do Whatsapp